Infraestrutura não terá projeto novo em 2020

O Ministério da Infraestrutura vai eleger 29 obras prioritárias, que estão em fase de conclusão, para executar em 2020 e não iniciará projeto novo, de acordo com fonte credenciada da área econômica ouvida pelo Valor.

Essa estratégia será adotada para enfrentar a forte redução de recursos para investimentos na área, que consta da proposta orçamentária para o próximo ano, enviada pelo governo ao Congresso Nacional. Para rodovias, a proposta prevê apenas R$ 4,7 bilhões. “Não iremos abrir novas frentes”, disse a fonte.

Desenvolvimento Regional – Diante das limitações orçamentárias para 2020, estratégia semelhante será adotada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, que terá apenas R$ 147 milhões para novas contratações de moradias para a faixa 1 do programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV), informou outra fonte.

Foco – O foco total será garantir a continuidade das obras de 233 mil unidades em construção na faixa voltada à população de renda mais baixa. A ideia para o ano que vem é reduzir os recursos do Orçamento para essas faixas e aumentar a subvenção direta do FGTS.

Segurança hídrica e mobilidade urbana – Além de limitar as futuras contratações do MCMV, a escassez de recursos no Ministério do Desenvolvimento Regional deve impedir novas obras de segurança hídrica e de mobilidade urbana. O foco, segundo fontes da pasta, será concentrar todos os esforços em dar continuidade ao que já começou.

Fonte: Valor econômico

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo